Eram oito da manhã quando chegavam ao Campo dos Fiéis os primeiros membros do renovado Indústria Futebol Clube Cebolense. Faltavam poucos pormenores para se abrirem as portas à população.
Para além do nervosismo típico de qualquer estreia, havia ainda um conjunto de nuvens cinzentas que cobria o céu. Felizmente não passou de uma ameaça!
Depois do almoço começaram a chegar as primeiras para beber o cafezinho no nosso bar. Nos seus rostos havia surpresa e bastante entusiasmo por ver o estado do campo.
À medida que se aproximava a hora do jogo apareciam os protagonistas desde dia: os solteiros e casados. Alguns deles residem em Cebolais, outros vieram de propósito, de vários pontos do país, para se juntarem a nós neste dia.
No campo, para além do bar, havia uma barraquinha de bolos e salgadinhos e um local onde se fez a renovação e admissão de sócios do clube.
Antes de começar o jogo o presidente, Miguel Vaz, fez questão de expressar umas palavras de agradecimento à equipa que compõe o IFCC, pelo seu empenho; à população, que acorreu em massa ao Campo dos Fiéis e nos tem feito chegar bastantes palavras de apreço; e à Junta de Freguesia. Agradeceu também às empresas Albicafés, Padaria do Albano, Ribeiro e Nunes, Profitintas e GestiComércio que fizeram questão de nos apoiar neste começo.
Depois das fotografias da praxe, as duas equipas estavam prontas para começar o jogo, mas foram os dois jogadores mais antigos do IFCC, Silvestre e Manuel Coça  que deram o pontapé de saída. A bola foi rolando durante os noventa minutos, mas a vitória foi para os casados 2 a 1. No entanto, ao contrário de outros jogos, a boa disposição continuou apesar do resultado e solteiros e casados, crianças e idosos, todos se mantiveram no campo para continuar a festa.
A azáfama no bar e na cozinha era muita pois muitas foram famílias e grupos de amigos que decidiram ficar para degustar: as belas sardinhas e/ou grelhadas mistas, o caldo verde e as tradicionais tigeladas e arroz doce.
A noite estava agradável e, com a ajuda da música e muita conversa à mistura, prolongou-se até tarde.
Foi um dia muito agradável no qual o saudosismo deu lugar a uma grande expectativa daquilo que está para vir.